A Pós-Graduação é uma das principais maneiras de manter os estudos atualizados depois do término do curso. Uma especialização em Direito, inclusive, é capaz de proporcionar ao profissional melhores oportunidades de trabalho na área desejada, uma vez que se tornará um profundo conhecedor do assunto.

Se você já é graduado, mas ainda não sabe qual segmento seguir, não se preocupe! Confira as principais Pós-Graduações buscadas pelos profissionais.

As modalidades de especialização em Direito

Embora a maneira tradicional de se fazer uma Pós-Graduação seja indo até a universidade, esta não é mais a única forma. Com as novas relações de proximidade entre o ser humano e a tecnologia, também alinhadas às rotinas cada vez mais atarefadas, foram criados cursos de especialização à distância.

Desta forma, caso a pessoa não tenha a disponibilidade de comparecer às aulas presenciais, pode apostar em um curso na modalidade EAD. Assim, ela garante a continuidade em seus estudos sem grandes dificuldades.

Os principais cursos de especialização em Direito

Conheça 13 especialidades que estão entre as mais populares perante os graduados em Direito!

1. Direito do Consumidor

Todos nós, em vários momentos da vida, somos consumidores de algo. Entretanto, são muitos os que não conhecem os seus direitos enquanto clientes. Desta forma, a população geral se encontra em desvantagem quanto à situação jurídica.

A especialização em Direito do Consumidor tem como objetivo, então, garantir que todos aqueles que se sentem lesados por alguma empresa possam, de alguma forma, correr atrás do prejuízo. Assim, há um equilíbrio nas relações de ambos os lados do consumo.

Além de graduados em Direito, áreas como Administração, Economia, Servidores Públicos, entre outras, podem se interessar pela especialização. Disponível tanto na modalidade presencial como em EAD.

2. Direito Digital

As questões jurídicas não têm acompanhado os avanços da tecnologia — em especial, os espaços da Internet —, de modo que foram abertas algumas brechas para crimes e invasão de privacidade de caráter digital.

A fim de solucionar esse problema, o Direito Digital tem como objetivo encontrar novas maneiras de interpretar essas questões.

Além de graduados em Direito, podem se interessar profissionais de Tecnologia da Informação, Ciência da Computação, entre outras. Disponível tanto na modalidade presencial como em EAD.

3. Advocacia Corporativa

O crescimento de empresas aumenta a necessidade de profissionais que entendam das mais diversas questões do mundo corporativo. Muito mais que questões de advocacia, é preciso entender sobre o mundo de comércios e negócios de mais variados segmentos, assim como empreendedorismo e economia.

Podem se interessar não apenas graduados em Direito, mas também em Administração, Economia, Contabilidade, Servidores Públicos, entre outros. Disponível tanto na modalidade presencial como em EAD.

4. Direito Ambiental e Urbanístico

O crescimento da consciência coletiva sobre o desenvolvimento sustentável levantou questões sobre crimes de âmbito ambiental que podem acarretar em consequências, muitas vezes, irreversíveis na natureza. Desta forma, cresce a necessidade de profissionais que entendam como resolver estas situações e que busquem alternativas para reduzir os impactos destas práticas na sociedade.

Recomendado para especialistas em Direito e Políticas Públicas. Disponível em EAD.

5. Direito da Criança e Adolescente

A proteção da juventude é um dos temas mais delicados na área jurídica. Inclusive, existem várias maneiras de segmentar a especialização em Direito da Criança e Adolescentes.

Uma das vertentes que vem ganhando força é a do trabalho com menores infratores, com o objetivos de aumentar as possibilidades de restauração para que eles possam ser reintegrados na sociedade sem o perigo de reincidência.

Além de formados em Direito, os graduados em Administração, Ciências Sociais, Serviço Social, História, Medicina, Psicologia, Pedagogia, Filosofia podem se interessar. Disponível tanto na modalidade presencial como em EAD.

6. Direito Agrário e do Agronegócio

O Brasil, desde as suas primeiras fases de industrialização, se mostrou como um dos principais produtores de commodities provenientes do agronegócio em todo o mundo. Até os dias de hoje, este é o principal setor econômico do país. Além disso, muitas regras no “campo” são diferentes das encontradas nos lugares mais urbanos.

Pensando nesse contexto, é preciso encontrar especialistas que possam entender as legislações relacionadas ao setor agrário.

Assim, o público-alvo é formados em Direito e interessados em geral. Disponível tanto na modalidade presencial como em EAD.

7. Direito Civil e Processual Civil

Provavelmente a área mais antiga, podendo ser remontada desde séculos atrás, o Direito Civil tem como objetivo regular os códigos de direitos e deveres em âmbitos privados. A especialização visa, então, a continuidade nos conhecimentos nessa segmentação, uma vez que há uma renovação de conceitos que precisam ser discutidos pelos profissionais.

O público-alvo é focado em advogados, magistrados, membros e servidores do Ministério Público. Disponível tanto na modalidade presencial como em EAD.

8. Direito penal e Processo Penal

Essa especialização em Direito Penal é uma formação continuada que serve para aprimorar os conhecimentos dos já graduados no âmbito da promoção da cidadania e da garantia de direitos e democracia.

Ideal para advogados, magistrados, membros e servidores do Ministério Público. Disponível em EAD.

9. Direitos Difusos e Coletivos

O pensamento não-individualizado tem como objetivo promover uma sociedade mais unida e de caráter igualitário na questão dos direitos. Desta forma, os especialistas em Direitos Difusos e Coletivos garantem o acesso a benefícios que estão — ou deveriam estar — disponíveis para todos os cidadãos.

Além de formados em Direito, pode ser interessante para Administração e Gestão Pública. Disponível em EAD.

10. Direito Administrativo e Gestão Pública

Muito mais que ingressar na área administrativa, o sonho de muitos universitários é assumir cargos de Gestão Pública. Desta forma, o curso de Direito Administrativo e Gestão Pública integra ambas as áreas e consegue fornecer ao interessado os conteúdos necessários para se tornar um especialista nas questões não apenas jurídicas, mas também relacionadas ao atendimento público nas mais diversas esferas.

Ideal para formados em Direito, Administração e Gestão Pública. Disponível tanto na modalidade presencial como em EAD.

11. Direito de Família e Sucessões

O conceito de família tem deixado de ser algo estático na sociedade moderna e vem se tornando algo muito mais plural. No Brasil, especificamente, a Constituição Federal de 1988 garante que a família não é algo apenas relacionado ao casamento, sendo muito mais abrangente que isso.

O curso sobre as evoluções deste conceito é indicado para formados em Direito, Psicologia e Serviço Social. Disponível tanto na modalidade presencial como em EAD.

12. Direito Eleitoral

Focado em formar especialistas nas questões de decisões políticas, assim como em seus processos — candidaturas, ficha limpa, propaganda, direito de resposta, entre outras coisas —, o Direito Eleitoral habilita o profissional a trabalhar em situações ligadas às eleições e políticos em geral.

Assim, é sugerido para graduados em Direito e Ciências Políticas. Disponível em EAD.

13. Direito do Trabalho

Os direitos sociais relacionados ao trabalho e a seguridade social estão sujeitos a mudanças a todo momento no Brasil.

Desta forma, a formação continuada em Direito do Trabalho se faz necessária para aqueles que desejam assegurar que os trabalhadores de todo o país tenham acesso a eles, além de entender as relações de trabalho que foram formados a partir do sistema econômico no qual vivemos.

Portanto, a recomendação é para formados em Direito. Disponível em EAD.

Gostou de saber mais sobre algumas das principais modalidades de especialização em Direito e qual o perfil profissional mais adequado para elas? Então não perca os demais artigos no blog da Fundação Escola Superior do Ministério Público (FMP)!

FMP - Fundação Escola Superior do Ministério Público
Autor

A Fundação Escola Superior do Ministério Público (FMP) foi criada em 30 de novembro de 1983, por Promotores e Procuradores de Justiça do Estado. É uma instituição de ensino privado, especializada no ensino jurídico, por isso carrega o nome do Ministério Público, órgão responsável pela defesa dos interesses da sociedade. Com mais de 35 anos de atuação na preparação e qualificação de estudantes e profissionais da área jurídica, a FMP tem foco absoluto no Direito e possui a expertise de quem é Superior em Direito.

Escreva um comentário