Após concluir a graduação de Direito, é hora de uma decisão muito importante: a escolha da área a qual o profissional vai se dedicar. Como não é uma escolha fácil, preparamos este material para que você possa refletir um pouco melhor sobre as áreas do Direito, e assim determinar qual é a mais adequada ao seu perfil e objetivos.

Importante ressaltar que, para conseguir acumular experiência e conhecimento na área de escolha, o mais recomendado é começar seu caminho por meio de uma pós-graduação. Então, anote nossas dicas e leia os tópicos a seguir para tomar sua decisão de forma segura!

1. Direito Administrativo e da Gestão Pública

Outra área com muito destaque no mercado jurídico é o Direito Administrativo e da Gestão Pública. Trata-se do conjunto de leis que regram as Administrações Públicas, sejam em âmbito federal, estadual ou municipal, e todos os órgãos, autarquias e estatais ligadas a elas. O judiciário e o legislativo também integram o conjunto da Administração Pública.

O profissional com essa especialidade vai elaborar contratos, adequar todas as ações do Poder Público dentro das leis de responsabilidade vigentes, conduzir licitações de forma legal e transparente, entre outros.

2. Direito de Família e Sucessões

Essa área do Direito diz respeito às legislações que protegem a família, como casos de litígio, processos de guarda, sucessões, adoções, casos de alienação parental, reivindicações alimentícias, multiparentalidade, entre outros. São diversos os desafios que aguardam o profissional especializado em Família.

Desde a Constituição, o conceito de família não se resume somente às estruturas formadas por pai e mãe. Com as mudanças na sociedade civil, essa noção está evoluindo, cada vez mais, e é um desafio para o advogado garantir todos os direitos dos envolvidos em processos que estão cada vez mais complexos.

Além de uma sólida formação em Direito, mais especificamente das legislações que tratam da família e das sucessões, esse profissional também atuará junto a profissionais do Serviço Social e da Psicologia, para garantir um processo sem traumas aos envolvidos.

3. Direito Eleitoral

O Direito Eleitoral trabalha com os processos de eleição em suas diversas fases. Desde a organização das seções eleitorais, convocação de mesários e viabilização das votações para os cargos públicos até o registro e fiscalização de candidaturas, o acompanhamento das campanhas e a divulgação dos resultados após a eleição: tudo isso fica a cargo dessa área do Direito.

Quem se pós-graduar nessa área pode atuar tanto em órgãos públicos, que implementam as políticas eleitorais vigentes, quanto dentro dos partidos, que precisam planejar e executar suas campanhas dentro da lei, para evitar penalidades.

4. Direito Penal

Os crimes são punidos de acordo com as diretrizes do Código Penal, e é nesse sentido que o advogado que se especializar em Penal atuará. O conjunto de leis que classifica e aponta as penalidades respectivas para os condenados por cometimento de crimes no país é objeto de estudo dessa área.

O profissional especializado em Direito Penal pode atuar em escritórios voltados para a defesa criminal. Nos processos, trabalharão para que as acusações sejam correspondentes à realidade, e que a pena seja justa, evitando o abuso de poder e a punição descabida. Também pode, após a condenação, trabalhar em recursos para modificar a pena.

5. Direito Ambiental

Área de interesse cada vez maior da sociedade como um todo, o Direito Ambiental é o conjunto de regras que entes privados e públicos precisam levar em conta em uma série de ações, para evitar a degradação dos recursos naturais e a destruição da natureza.

Construções de empreendimentos, planejamentos urbanos, atividades empresariais e tudo aquilo que pode impactar no convívio da sociedade e o meio ambiente ao seu redor é objeto de análise dessa área. Com a fiscalização exigente e a própria cobrança da sociedade por práticas mais sustentáveis, a demanda por consultorias da legislação nessa área tem a tendência de se expandir no Brasil.

6. Direito do Trabalho

A aplicação correta das leis trabalhistas, a busca de reparação em casos de descumprimento e as adequações de empresas e instituições públicas às legislações trabalhistas correspondentes estão entre as atribuições do profissional do Direito com essa especialização.

Pode atuar tanto em empresas, assessorando o setor de Recursos Humanos para boas práticas na área, quanto em sindicatos e em escritórios especializados. Esse profissional também pode conduzir processos trabalhistas, demissões, solicitações de benefícios atrasados, reparação por acidente de trabalho, entre outros.

7. Ciências Criminais

Com essa especialização o advogado pode atuar em processos criminais, dando as bases legais para conduzir as perícias, diligências, depoimentos, audiências e demais fases previstas, sempre adequado ao que a legislação determina.

É um profissional que acompanhará processos criminais, e que pode atuar tanto em fóruns e tribunais quanto em escritórios privados que trabalhem com esse tipo de caso.

São diversas as áreas do Direito que o profissional pode escolher ao sair da universidade. O importante é descobrir aquela que mais combina com a sua personalidade e os seus objetivos e encontrar a melhor opção de curso, para seguir os estudos e obter essa nova formação. A atuação como assistente também é recomendada, pois já proporciona uma boa experiência para o futuro especialista.

E agora que você já leu mais sobre as principais áreas do Direito, que tal dar uma olhada nas opções de cursos de pós-graduação da FMP? A escola oferece uma estrutura qualificada, além de contar com professores de excelente formação para proporcionar uma formação de alta qualidade em qualquer uma das áreas. Entre em contato conosco para saber mais!