A profissão de advogado é uma das mais tradicionais e mais importantes da nossa sociedade. Sua origem remonta dos tempos antigos, na Grécia e em Roma. Não por acaso, todos os semestres vários acadêmicos se formam no curso de Direito. Porém, depois da formatura, muitos se deparam com o dilema: como montar um escritório de advocacia?

Com o mercado tão repleto de profissionais e com a possibilidade de cursar uma especialização no ramo jurídico, a concorrência se mostra cada dia maior. Por isso, é necessário adotar estratégias corretas e bem planejadas para que se obtenha êxito na carreira jurídica e para que o escritório possa prosperar e captar clientes.

Ficou interessado em conhecer algumas técnicas de como montar um escritório de advocacia? Então, continue a leitura que vamos mostrar cinco dicas para você.

A importância de abrir o próprio escritório

Quando o acadêmico de Direito se forma e é aprovado no Exame de Ordem ele passa a ter a profissão de advogado. Apesar do receio inicial, é fundamental que o novo profissional tenha coragem e ousadia para montar um escritório de advocacia.

Motivos para isso não faltam. Primeiramente, você será dono do seu próprio negócio. Essa independência é fundamental no início de carreira. Além disso, os honorários das causas não precisarão ser divididos, o que pode gerar ótimos resultados financeiros.

Há também a questão da satisfação pessoal de acordar todos os dias para trabalhar bastante e fazer seu empreendimento prosperar. Você verá o seu esforço sendo recompensado no crescimento do seu escritório, no êxito das ações e na felicidade dos clientes.

Os cinco passos de como montar um escritório de advocacia

Agora que você entendeu qual a importância de montar o próprio escritório de advocacia, veja quais são as melhores dicas para ter sucesso nessa empreitada:

1. Defina seus objetivos

Um advogado, antes mesmo de entender como montar um escritório de advocacia, deve definir suas metas no novo empreendimento. Esses objetivos devem ser determinados a curto, médio e longo prazo. Eles são importantes porque, ao atingi-los, você terá a certeza de que as coisas estão indo como o planejado. Caso não os conquiste no tempo determinado, algo deve ser modificado.

Não determine metas impossíveis de serem alcançadas, como ter mil clientes em um mês. Ao fazer isso, você pode se sentir desmotivado. Planeje objetivos palpáveis e que tenham chance real de acontecer. Assim, sua motivação para atingir degraus mais altos será ainda maior.

Outro ponto fundamental é que você esteja sempre atento às novidades do mercado. Por isso, invista em tecnologia e capacitação profissional.

2. Escolha sua área de atuação

É muito comum que o advogado em início de carreira, ao montar um escritório, atue em todas as áreas do Direito, desde o Agrário até o Internacional. Esse é um grande erro! Caso você seja um especialista em todas essas áreas, vá em frente, mas o ideal é focar no seu escopo de estudo.

Por isso, na hora de entender como estruturar o seu negócio, defina sua área de atuação. Depois disso, especialize-se nela. Faça cursos de pós-graduação para abranger mais conhecimento no campo escolhido. Dessa maneira, você será um profissional que se evidencia no mercado e se destaca pelo seu conhecimento e forma de defender os interesses dos seus clientes.

Lembre-se de que quanto maior o número de áreas do Direito em que você se especializa, maior é a quantidade de domínios passíveis de atuação. Portanto, não se acomode apenas no segmento jurídico de sua preferência. Fazendo cursos e buscando especializações em diversas áreas você poderá atuar em todas elas, aumentando o número de clientes.

3. Entenda as exigências legais

Saber como montar um escritório de advocacia também passa pela parte burocrática, que são as exigências legais observadas antes de iniciar o empreendimento. Você deve ter aprovação no Exame da Ordem e registro nos quadros da OAB do seu estado.

Feito isso, antes de escolher um nome e confeccionar placas e cartões, é preciso que você verifique se não há outra empresa ou escritório como o mesmo nome ou marca parecida.

Além disso, antes de iniciar o funcionamento você deve tomar precauções legais, como:

  • providenciar o registro do contrato social da empresa junto à OAB;

  • solicitar o alvará de funcionamento no Corpo de Bombeiros;

  • fazer o cadastro da empresa na Previdência Social;

  • requerer o alvará na Prefeitura.

São ações trabalhosas, mas que asseguram o profissional de que ele pode exercer sua profissão com tranquilidade, sem nenhuma sanção por irregularidades. Observe também todas as exigências relacionadas à profissão de advogado no Estatuto da Advocacia, a Lei 8906 de 1994.

4. Defina como será a prospecção de clientes

A prospecção de clientes é um dos pontos essenciais de como montar um escritório de advocacia. São eles os interessados nas ações que gerarão os honorários do advogado. Por isso, entender como conquistar clientes é essencial. A OAB limita a publicidade de advogados e escritório. Então, o profissional deve estar muito atento para que não viole o código de ética.

A prospecção de clientes deve ser, primordialmente, pessoal. Sempre que alguém chegar a você precisando de uma orientação jurídica, demonstre seu conhecimento e ofereça seus serviços de forma amigável. Assim, esse cliente em potencial procurará os serviços do seu escritório e o indicará para outras pessoas.

Além disso, defina uma maneira de estar sempre presente nas palestras e cerimônias organizadas pela OAB da sua cidade. Essa é uma ótima oportunidade para estar junto de outros profissionais e até firmar parcerias.

5. Tenha um planejamento financeiro

Uma das maiores causas de fracasso em instituições é a falta de um planejamento financeiro. Como qualquer empreendimento, iniciar um escritório de advocacia demanda custos iniciais, como:

  • decoração;

  • confecção de cartões;

  • compra de móveis etc.

Além deles, há os custos de manutenção, como conta de água, luz, aluguel da sala, entre outros. É vital que o advogado tenha em mente um planejamento financeiro adequado para suportar o início, sem fazer exageros e prestando um bom serviço.

Desse modo, com organização e estratégias adequadas, a clientela começará a aumentar. Passadas as dificuldades iniciais, em pouco tempo, o escritório estará “se pagando” e haverá lucros para o advogado.

Portanto, percebemos que entender como montar um escritório de advocacia é essencial para um operador do Direito em início de carreira. Elabore estratégias corretas, como determinar um planejamento financeiro, atentar às exigências legais e definir sua área de atuação — e não se esqueça de se especializar e fazer cursos e pós-graduações para se destacar no mercado e colocar o seu trabalho em evidência mesmo em ramos jurídicos poucos explorados.

Gostou de entender como montar um escritório de advocacia? Então, deixe o seu comentário neste post e compartilhe conosco e com outros clientes as suas impressões e experiências!

 
FMP - Fundação Escola Superior do Ministério Público
Autor

A Fundação Escola Superior do Ministério Público (FMP) foi criada em 30 de novembro de 1983, por Promotores e Procuradores de Justiça do Estado. É uma instituição de ensino privado, especializada no ensino jurídico, por isso carrega o nome do Ministério Público, órgão responsável pela defesa dos interesses da sociedade. Com mais de 35 anos de atuação na preparação e qualificação de estudantes e profissionais da área jurídica, a FMP tem foco absoluto no Direito e possui a expertise de quem é Superior em Direito.

Escreva um comentário