Quem estuda Direito sabe que os códigos de leis e penais são únicos de acordo com o país, de modo que cada um conta com regras e abordagens diferentes. Desta forma, fazer bacharelado em uma nação significa conhecer as normas internas, mas compreender que muitas não são aplicáveis internacionalmente. Então, como é possível advogar nos EUA sendo formado no Brasil?

Veja só o que é preciso fazer para ter seu diploma validado e poder atuar profissionalmente no país!

Quais são as opções para advogar nos EUA?

Se você se formou no Brasil, mas tem o sonho de atuar nos Estados Unidos, saiba que não é impossível. De fato, existem três alternativas para quem quer deixar as terras brasileiras e advogar nos EUA:

  • ser um paralegal: é preciso estar ligado a um escritório, não sendo possível atuar por conta própria. O profissional cuida de processos administrativos e documentação;
  • ser um consultor legal estrangeiro: existem empresas estadunidenses que fazem negócios com companhias brasileiras e, portanto, podem precisar de uma assessoria sobre a legislação do Brasil;
  • ser um advogado: para, de fato, advogar nos EUA, é preciso passar por alguns processos que comprovem que está apto para lidar com o cargo no país.

O que fazer para ser advogado nos Estados Unidos?

Caso não seja de seu interesse ser consultor ou paralegal e deseje, de verdade, executar as funções de um advogado, é necessário que você siga os seguintes passos:

Cursar Direito no EUA

Ao contrário do Brasil, nos Estados Unidos o Direito não é um bacharelado, mas sim uma pós-graduação. Já possuindo o seu diploma brasileiro, não será preciso fazer uma graduação de quatro anos antes de ingressar na Law School — Escola de Direito. 

São dois tipos de cursos ofertados:

  • Master of Laws (LLM): mestrado com duração de um ano;
  • Juris Doctor (JD): doutorado com duração de três anos.

Ser aprovado na American Bar Association

Assim como temos a Ordem dos Advogados Brasileiros (OAB), os Estados Unidos possuem a American Bar Association (ABA). Ser aprovado é essencial para que possa, finalmente, advogar nos EUA, pois apenas estudar não é o suficiente.

Depois de completo o seu curso no país, é preciso entrar em contato com a ABA do Estado onde deseja atuar. Lembre-se que a legislação dos EUA funciona em âmbito estadual, não sendo possível atuar em regiões diferentes da escolhida.
Gostou de saber como advogar nos EUA? Então leia mais artigos aqui no blog da FMP!

FMP - Fundação Escola Superior do Ministério Público
Autor

Somos a Fundação Escola Superior do Ministério Público (FMP), criada em 1983 por Promotores e Procuradores de Justiça do Estado do RS. Somos uma instituição de ensino privado com foco absoluto no Direito e especializada no ensino jurídico. Há mais de 35 anos preparamos e qualificamos estudantes e profissionais da área jurídica.

Escreva um comentário