A especialização em Direito do Trabalho é essencial para quem quer trabalhar de perto com as questões trabalhistas e garantir que tanto as empresas quanto os funcionários estão cumprindo com seus direitos e deveres profissionais. 

Você conhece quais as capacitações que é preciso ter para ser, de fato, um especialista nessa área? Então veja só algumas que a FMP selecionou!

1. A especialização em Direito do Trabalho vem com a pós-graduação

É claro que nos cinco anos de curso de graduação em Direito você aprendeu muitas coisas sobre questões trabalhistas. Porém, como se trata de tornar-se um profissional que se dedica a essa área, investir em uma especialização em Direito do Trabalho é essencial.

Caso seja de seu interesse seguir a carreira, procure instituições de ensino que ofereçam cursos de pós-graduação autorizados pelo MEC. Inclusive, considere modalidades com maiores flexibilidades de horário, como o EAD, que são ideais para quem já conta com uma rotina de trabalho pesada.

2. Trabalhar com advocacia preventiva

Um advogado da causa trabalhista deve saber gerenciar a situação dos funcionários dentro das empresas e oferecer formas de controle de riscos. A realização de contratos, por exemplo, é uma forma de evitar transtornos futuros, garantindo uma melhor estabilidade dentro do ambiente de trabalho — tanto para os empregadores como para os empregados.

Afinal, o melhor para qualquer negócio é que nunca haja a necessidade de acionar um advogado para resolver uma situação de emergência. O ideal é criar uma cultura corporativa que respeite os princípios legais.

3. Compreender os direitos trabalhistas

Muitas empresas precisam entrar em contato com profissionais especializados em Direito do Trabalho, uma vez que as questões legais em relação aos funcionários precisam ser resolvidas e garantidas de forma correta. 

São benefícios como:

  • abono e aumento salarial;
  • FGTS;
  • 13º salário
  • adicionais que são garantidos pela legislação;
  • férias; 
  • licenças legais (maternidade, paternidade ou por situação de saúde);
  • acompanhamento sindical.

4. Prestar assistência para desligamentos

Quando se trata de realizar os trâmites de demissão, é preciso contar com uma assessoria profissional que possa oferecer um serviço especializado. Isso porque existem duas modalidades de desligamento no Brasil — com ou sem justa causa — e cada uma delas requer ações diferentes.

Gostou de saber as capacitações de um advogado com especialização em Direito do Trabalho? Então leia mais artigos aqui no blog da FMP!

FMP - Fundação Escola Superior do Ministério Público
Autor

Somos a Fundação Escola Superior do Ministério Público (FMP), criada em 1983 por Promotores e Procuradores de Justiça do Estado do RS. Somos uma instituição de ensino privado com foco absoluto no Direito e especializada no ensino jurídico. Há mais de 35 anos preparamos e qualificamos estudantes e profissionais da área jurídica.

Escreva um comentário